“Ti Ti Ti' de volta a programação da Globo no “Vale a Pena Ver de Novo'

A novela usa os bastidores do mundo da moda para aliviar tensão da pandemia

| CORREIO DO ESTADO / MáRCIO MAIO/TV PRESS


publicidade

A Globo garante que há tempos recebia pedidos pela reprise de “Ti Ti Ti'. 

Agora, com a reta final de “Laços de Família' no “Vale a Pena Ver de Novo', a trama de Maria Adelaide Amaral acabou sendo a escolhida para, em meio ao avanço da pandemia do novo coronavírus, propiciar um pouco de humor e leveza para a faixa vespertina de novelas da Globo a partir do próximo dia 29. 

Para isso, o remake da obra original de Cassiano Gabus Mendes, exibida em 1985 pela emissora, aposta no glamour e nas rivalidades do universo “fashion'. 

E em alto estilo, já que, na época em que foi produzida, entre 2010 e 2011, teve custo por capítulo semelhante ao de uma novela das 21h da época: cerca de R$ 450 mil. 

“O maior desafio foi repetir o sucesso da versão original, atualizar e renovar a trama de ‘Ti Ti Ti’, mantendo o espírito da novela de Cassiano Gabus Mendes. O autor sempre trabalha esperando um retorno positivo, mas eu não imaginava que o êxito seria tão grande', confessa a autora, que conseguiu finalizar o folhetim com média geral de 30 pontos de audiência na época.

A história se passa em São Paulo e é contada a partir da inimizade entre os estilistas Jacques Leclair e Victor Valentim, codinomes dos ambiciosos André Spina e Ariclenes Martins, personagens de Alexandre Borges e Murilo Benício. 

Ambos foram criados na Zona Leste da cidade, mas disputaram absolutamente tudo, desde a infância.

Quando se reencontram, já adultos, brigam por espaço no mundo da moda. 

“A gente tinha uma troca muito legal com o Jorge Fernando (diretor), que foi essencial para a construção do Jacques Leclair, um sucesso entre o público e, com certeza, um dos principais papéis na minha carreira', enaltece Alexandre Borges.

O elenco, assim como o orçamento, era digno de horário nobre – principalmente entre as mulheres. 

“Ti Ti Ti' teve nomes como Malu Mader, Cláudia Raia, Christiane Torloni, Giulia Gam e Dira Paes em seus créditos. 

Claudia deu vida a Jaqueline, uma perua intensa, trágica e cômica, dona de um estilo extravagante, que se apaixona por Jacques Leclair assim que o conhece. 

Ela o ajuda a transformar sua marca em grife e faz tudo pelo amado, que não corresponde da mesma forma.

Durante a novela, Claudia mudou de visual várias vezes – foi, inclusive, a primeira vez em que a atriz ficou loura. 

“Eu adorei porque fui muitas personagens em uma mesma novela. Jaqueline é muito querida por mim e pelo público, ela é sempre muito lembrada. Era uma mulher completamente destrambelhada e o público se divertia muito com o jeito dela', garante Claudia.

A abordagem em relação à moda vai além da briga dos dois estilistas. 

“Ti Ti Ti' também tem uma agência de modelos, comandada por Luísa e Edgar, personagens de Guilhermina Guinle e Caio Castro; uma revista editada por Suzana, ex-mulher de Victor Valentim, papel de Malu Mader; e uma confecção comandada pela viúva Rebecca, vivida por Christiane Torloni. 

“Foi um papel que teve enorme importância na minha carreira. Tive a oportunidade de fazer um mocinho em uma novela das sete, logo depois que comecei em ‘Malhação’. E era mais velho que eu, tive um trabalho intenso de caracterização e figurino', recorda Caio Castro.

A história de Edgar, personagem de Caio, fugiu da versão original de “Ti Ti Ti'. 

Na verdade, ela foi retirada de outro folhetim de Cassiano, “Plumas & Paetês', e garantiu uma boa dose de romantismo à novela. 

Na trama, Ísis Valverde deu vida a Marcela, uma jovem de Belo Horizonte que se muda para São Paulo depois de engravidar do namorado e ser abandonada por ele. 

Durante a viagem ao lado de Osmar, personagem de Gustavo Leão, os dois sofrem um acidente, no qual o rapaz morre. 

Marcela, então, é acolhida pela família dele e tem uma mudança radical em sua vida, porque todos acham que é dele o bebê que ela espera. Mas o jovem, na verdade, era gay. 

“Esse momento de reprises está sendo um passeio gostoso pela minha carreira. Estou adorando me reencontrar em momentos tão diferentes. Marcela foi minha primeira protagonista, uma jovem mineira como eu. Gravamos em Belo Horizonte e foi muito gostoso estar lá. Acho que me deu sorte', acredita Isis.



Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã news (67) 996418820

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Clique aqui e receba notícias do Itaporã News no seu WhatsApp!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE