Tendências fitness de 2021 são apostas para treinos em casa

Em um ano onde a pandemia continua no Brasil, se exercitar em casa é uma saída para os esportistas

| MIDIAMAX


publicidade

Há tempos o mercado fitness tem se reinventado e lançado novas tecnologias em acessórios, roupas, calçados, novas modalidades, programas e aplicativos, a fim de incentivar as pessoas a fazerem seus treinos em casa já que o cenário de pandemia exige o distanciamento social, além de outros cuidados.

Uma pesquisa realizada pelo American College of Sports Medicine (Colégio Americano de Medicina do Esporte) com mais de quatro mil especialistas, incluindo brasileiros, elencou as principais tendências deste ano de 2021 para a prática de atividades físicas. No ranking, as três primeiras tendências listadas foram:

Treinos on-line: a vantagem é que os exercícios podem ser acessados por meio de vídeos gravados, lives e também por aplicativos. São inúmeras as opções, e algumas são segmentados para públicos específicos, como adultos, crianças, idosos, gestantes e outros. Além disso, podem ser feitos de qualquer lugar.

Tecnologias vestíveis: estamos falando de relógios e acessórios que aferem a frequência cardíaca, a temperatura do corpo, contam os passos, calorias gastas, saturação de oxigênio, entre outras informações que transformam os treinos mais desafiadores e ao mesmo tempo divertido.

Nessa tendência também encaixam-se roupas com tecidos especiais, tecnologias térmicas ou com proteção UV que bloqueiam raios do sol, nocivos à saúde, além de peças que se adequam à temperatura do ambiente e do corpo do usuário.

Exercícios feitos com o peso do próprio corpo: são treinos que substituem aparelhos e equipamentos de academias, por exemplo, pelo peso e força do próprio corpo. Os exercícios são variados: flexão, abdominais, agachamentos e outros.

Apesar de toda a facilidade encontrada no mercado para manter a rotina de exercícios sem sair de casa, a profissional de educação física da Unimed Campo Grande, Juliana Maria Marques, faz um alerta. “Sabemos que na internet é possível encontrar diversas informações para praticar atividade em casa, mas antes de iniciar qualquer exercício é necessário buscar a orientação de um profissional da área, pois mesmo à distância, ele poderá orientar sobre o que é mais adequado para cada aluno e para evitar que os mesmos se machuquem'.

Sobre as tecnologias vestíveis, Juliana explica que as novidades por si só não fazem milagre. “É comum vermos pessoas usando principalmente pulseiras e relógios que marcam passos, monitoram batimentos cardíacos, dentre outras funções tecnológicas que vieram para influenciar a prática de atividade física e a busca pela evolução e melhor performance, mas vale ressaltar que eles sozinhos não trazem os resultados, é preciso realizar exercícios regularmente para que os resultados evoluam', destaca.

Já sobre a terceira tendência do ranking de utilizar o peso do corpo nos treinos, a profissional explica que a prática é conhecida como ‘funcional’. “A atividade envolve vários grupos musculares, auxiliando na melhora do condicionamento físico, da resistência e da força muscular, no entanto, é possível utilizar também alguns acessórios, como halteres, elásticos, bolas suíças, entre outros, que são simples, de baixo custo e que auxiliam na variação dos movimentos propostos pelo profissional de educação física'.

A profissional de educação física finaliza alertando que “o ideal é sempre manter-se em movimento, separar um horário no dia para exercitar o corpo e, consequentemente, relaxar a mente. Com a pandemia tivemos que adaptar muitas coisas em nossas vidas, e a atividade física foi uma delas. As vantagens disso é que não é preciso enfrentar trânsito para ir à academia, poder ouvir sua própria playlist e decidir o horário da sua rotina de treino, por exemplo. O importante é não desanimar'.



Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã news (67) 996418820

Curta nossa página: https://www.facebook.com

Clique aqui e receba notícias do Itaporã News no seu WhatsApp!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE