Secretária diz que volta presencial nas escolas estaduais de MS depende do Prosseguir

Primeira semana de aula deverá ser de ‘tira dúvidas’ e orientações de biossegurança

| MIDIAMAX


(Foto: Ilustrativa/ Governo do Estado)
publicidade

A secretária estadual Cecília Mota, da SED (Secretaria Estadual de Educação), informou na tarde desta segunda-feira (22), em live, que a definição sobre a modalidade de retorno das aulas das escolas estaduais deste ano depende dos padrões do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança na Economia).

Conforme a secretária, a SED não tem autonomia para sozinha autorizar ou não o retorno presencial, híbrido ou remoto, dos 194,7 mil alunos em 347 escolas estaduais, apenas apresentar um manual de biossegurança para opção de retornar as salas de aula.

“Reforçamos que a rede de ensino está pronta para iniciar (ano letivo), o comitê, analisa se pode abrir cinema, comércio, clube, boate. Esse grupo que irá nos dizer se podemos ou não voltar a. o que fazemos é contar para esse grupo como é que estamos nos organizando para eles tomarem a decisão', disse.

O Prosseguir tem objetivo de estruturar bases de dados, informações e indicadores capazes de nortear os diversos agentes da sociedade, principalmente os entes públicos, a tomarem suas decisões e tornarem suas ações mais eficientes no combate à propagação e aos impactos da Covid-19 no Estado.

Ainda segundo Mota, desde novembro do ano passado, porém, a pandemia é algo novo para todos e deve ser estudado criteriosamente. A primeira semana de aula deverá ser de ‘tira dúvidas’ e orientações de biossegurança. Clique aqui e confira o manual em caso de volta às aulas presenciais.



Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã news (67) 996418820

Curta nossa página: https://www.facebook.com

Clique e receba notícias do Itaporã News no seu WhatsApp!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE