O nome por trás da marca: Henry Ford

Ao introduzir a linha de montagem, em 1913, Henry Ford transformou o automóvel em sonho possível para milhões

| ICARROS


publicidade

A série que reúne empresários que transformaram seus nomes nas mais emblemáticas marcas de automóveis do planeta não poderia ser aberta por outro que não fosse Henry Ford.

Leia mais: + Peugeot: a marca de moedores que passou a fabricar carros + Como uma discussão por uma Ferrari originou a Lamborghini + MP Lafer foi concebido por um fabricante de móveis

Ao implementar com enorme sucesso a linha de montagem para produção em série, em 1913, Ford não apenas tornou o automóvel um sonho possível para milhões, como revolucionou a indústria como um todo.  

Henry Ford nasceu em Dearborn, área rural próxima a Detroit, Michigan, em 1863. Desenvolveu seu amor pelos motores na fazenda de seu pai, mas fundou a Ford Motor Company apenas em 1903, portanto aos 40 anos.  

Engenheiro mecânico, registrou 161 patentes nos EUA, a maior parte delas ligadas à sua obsessão em diminuir os custos de produção dos veículos. 

O carro que representa a revolução fordiana é o Model T, apresentado em 1908. Tinha volante do lado esquerdo – uma novidade – motor de quatro cilindros totalmente fechado, era simples de dirigir e tinha manutenção barata.  

Custava 825 dólares em 1908, e em 1916, após a introdução da linha de montagem, o preço do modelo básico já havia caído para 360 dólares.  Em 1918, a cada dois carros que circulavam nos EUA um era Ford T.  

Outro fator de barateamento da produção do Ford T era a opção por uma única cor. “O cliente pode ter o carro da cor que quiser, desde que seja preto”, foi uma das frases de Henry Ford que virou lenda.  

A publicidade e a expansão da rede de concessionárias a partir de um sistema de franquia também botaram a Ford muito à frente das concorrentes e contribuíram para o seu amplo domínio nas primeiras décadas da indústria automobilística.  

E por fim, Ford acreditava que com seus funcionários trabalhando felizes teria menos rotatividade e mais produtividade, e a melhor forma de alcançar essa meta era pagar bem, o dobro da concorrência até.  

Henry Ford morreu em Dearborn em 1947. Criou um sistema que deixa até hoje seus descendentes no comando da empresa. Seu filho único, Edsel, presidiu a Ford Motor Company entre 1919 e 1943, quando morreu aos 49 anos deixando quatro filhos.   

Outra frase interessante de Ford: “O fracasso é simplesmente a oportunidade de recomeçar, desta vez de maneira mais inteligente”. Um desses insucessos aconteceu justamente no Brasil. 

Henry Ford criou uma cidade industrial na Amazônia, mais precisamente em Aveiro, Pará, às margens do Rio Tapajós. Fordlândia, cujas ruínas existem até hoje, foi fundada em 1927 com o objetivo de fabricar pneus, mangueiras e juntas com a borracha local.  

Além de a natureza da Amazônia, Ford enfrentou a falta de adaptação dos operários amazônicos aos seus métodos e até aos hambúrgueres que lhes eram servidos.

Entre revoltas e falta de produtividade, após a morte de Ford e a introdução de novas tecnologias que permitiam fabricar pneus a partir de derivados de petróleo, o projeto foi desativado em 1945.  

Ao mudar o modo de o mundo produzir, Ford gerou polêmica e mudou o modo de o mundo agir e pensar. As linhas de montagem onde homens robotizados passam os dias à frente de uma esteira desempenhando apenas uma função, como apertar um parafuso, estão presentes no clássico Tempos Modernos (1936), de Charles Chaplin.  

O filósofo italiano Antonio Gramsci disse que o modelo de Ford estava transformando os trabalhadores americanos em burros amestrados. Por outro lado, seu sistema de gestão foi elogiado por muitos, até mesmo por Hitler. O alemão era um grande admirador de Ford, único americano citado nominalmente no Mein Kampf.  

Uma coisa não pode ser tirada de Henry Ford: foi não só o industrial mais famoso, mas um dos principais personagens da primeira metade do Século XX e será lembrado por muitas gerações. 



Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã news (67) 996418820

Curta nossa página: https://www.facebook.com

Clique e receba notícias do Itaporã News no seu WhatsApp!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE