Em convenção realizada na tarde desta quarta-feira (16), o PSDB de Campo Grande anunciou apoio a candidatura que buscará reeleição de Marcos Trad (PSD). Com a medida, o partido que hoje tem o governador do estado, Reinaldo Azambuja, não terá protagonismo nas eleições da capital.  

A sigla escolheu pela composição rachado, pois na última sexta-feira (11), a deputada federal Rose Modesto, protocolou no partido uma documento onde pedia ao partido concorre a prefeitura da Capital.  

Porém, poucas horas depois, tanto o presidente municipal psdbista, vereador João César Mattogrosso, bem como o presidente estadual da sigla, Sérgio de Paula, publicaram uma carta que reitera apoio a reeleição de Trad.  

Mattogrosso justificou o fato que divergências acontecem em todos os partidos, pois é do jogo democrático.  

“Nenhum partido, pois o nome já diz, não é totalmente unido. No caso do PSDB, com a grande que tem, sempre vai querer lançar candidatura própria. Portanto acredito, não todos, mas maioria caminhará junto nestas eleições. Pois entendemos que caso isso não ocorra, o partido se apequena, caso que nenhum tucano quer que aconteça”, explicou.  

Questionado sobre as divergências com figuras importantes da legenda, como a deputada federal Rose Modesto, pode dificulta a “subida no palanque de Trad”, o vereador explicou que “não tem procuração para falar em nome de outras pessoas”.

“A escolha é pessoal, e não posso dizer como cada um vai se portar. Porém, entendo que o partido é maior do qualquer ser político que componha ele. Porém como a maioria decidiu, acredito que boa parte da nossa legenda estará unida nesta disputa”, projetou.  

Outra reviravolta foi a não confirmação do presidente da Câmara de vereadores, professor João Rocha, como vice na chapa do atual prefeito. O PSD optou por continuar com Adriane Lopes (Patriotas) na disputa, repetindo a dobradinha vitoriosa na eleições municipais de 2016.  

Questionada pela reportagem, apesar desse revés, esse apoio a atual gestão pode influenciar no fato da sigla permanecer com a presidência Câmara, Mattogrosso afirmou que agora o foco é a campanha eleitoral e eleger no mínimo 6 vereadores, porém é de interesse da sigla a disputa pelo cargo.  

“Precisamos saber ainda quem se elege ou permanece na vereança. Posteriormente, após as eleições e sabendo qual o tamanho da nossa bancada, colocaremos um nome e lutaremos para conseguir a presidência da Casa de Leis”, finalizou.  

Fonte: Flávio Veras / Correio do Estado



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR! COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã news (67) 996418820

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Clique aqui e receba notícias do Itaporã News no seu WhatsApp!

Siga o Itaporã News no Youtube!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE