Depois de fuzilado na fronteira de MS, policial ainda tentou fugir e bateu carro contra árvore

Fredy Dias, de 30 anos ainda tentou fugir e acabou batendo o veículo que dirigia

| MIDIAMAX


Policial executado estava indo para o trabalho.(Foto: Divulgação).
publicidade

Após ser atingido por tiros de fuzil, o investigador Fredy Dias, de 30 anos ainda tentou fugir e acabou batendo o veículo que dirigia, contra uma árvore. O crime aconteceu na rua Johann Groessinger na esquina com rua Jerez Ñu, no bairro Jardim Aurora, em Pedro Juan Caballero.

O policial estava em um Jeep modelo Compass,  com placas WYZK -007, a caminho  do trabalho, quando foi atacado por homens armados com fuzis. Atingido principalmente na cabeça, ele bateu o carro contra uma árvore. O investigador ainda foi socorrido por uma viatura da Polícia Nacional e levado para o Hospital Viva a Vida, mas morreu quando era socorrido.

O atentado ocorre três dias depois da prisão e da tentativa de resgate de um dos líderes de uma facção criminosa. Giovanni Barbosa da Silva, o “Bonitão', ocorrida durante o final de semana em Pedro Juan Caballero e que resultou em intensa troca de tiros, onde uma bala perdida deixou um morador da região onde ocorreu o confronto paraplégico.

Na noite de segunda-feira oito homens que também seriam da facção foram mortos em confronto em unidades policiais brasileiras em Ponta Porã. Eles eram todos paraguaios e estariam envolvidos em diversos crimes.

Autoridades paraguaias falam em retaliação por porte dos criminosos e nos meios policiais dos dois lados da fronteira isso já era aguardado. Segundo o Ponta Porã News, há reforço policial tanto em Pedro Juan quanto em Ponta Porã para tentar evitar novos atentados.



Você está navegando pelo site Itaporã News, e o seu cliente também. Anuncie no site. Quem não é visto não é lembrado! Há 13 anos contando a nossa historia.
Contato comercial (67) 9 9679-1046.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE