Justiça decreta a prisão preventiva de “golpista da OLX” conhecido em 4 estados

Flaviano Moisés Aires de Oliveira foi preso ontem em Dourados após aplicar o “golpe do envelope vazio'

| HELIO DE FREITAS, DE DOURADOS / CAMPO GRANDE NEWS


Flaviano Moisés Aires de Oliveira em foto na delegacia; ele confessou o crime (Foto: Divulgação)
publicidade

O juiz Deyvis Ecco, da 2ª Vara Criminal de Dourados, converteu em prisão preventiva o flagrante do estelionatário Flaviano Moisés Aires de Oliveira, 34, preso nesta terça-feira (2) na cidade localizada a 233 km de Campo Grande.

Chamado de “maior golpista da OLX' em Mato Grosso, Flaviano responde a pelo menos 14 processos por estelionato em quatro estados brasileiros e foi preso por aplicar o chamado “golpe do envelope vazio' depois de gastar quase R$ 1 mil em loja de roupas do centro.

Durante audiência de custódia, o magistrado afirmou que devido aos antecedentes de Flaviano de Oliveira, a prisão preventiva (sem tempo definido) se torna necessária, pois, em liberdade, provavelmente voltaria a praticar novos golpes, “considerando a sua personalidade voltada à prática de crimes contra o patrimônio'.

O golpista foi preso por investigadores da 1ª Delegacia de Polícia de Dourados após a proprietária da denunciar o golpe na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).

Segundo ela, Flaviano comprou R$ 950 em roupas e afirmou que iria até seu carro pegar o celular para transferir o dinheiro. Quinze minutos depois, ele retornou à loja afirmando que havia feito depósito do valor na conta bancária da dona do estabelecimento, a quem já tinha solicitado o número e agência, e apresentou o comprovante.

Depois que Flaviano foi embora com a mercadoria, a vítima constatou que o depósito foi feito com envelope vazio. Identificado pelas imagens da câmera, ele foi localizado no Jardim Vista Alegre, na região sul da cidade, com as roupas levadas da loja.

Autuado pelo delegado Dermeval Inácio da Cruz Neto, Flaviano confessou o crime. Ele disse que tinha intenção de revender as mercadorias e com o dinheiro comprar passagem de ônibus para chegar a Goiânia.

Flaviano afirmou em seu depoimento que vinha morando com o pai em Naviraí, no extremo-sul de Mato Grosso do Sul, mas teria sido expulso de casa após o pai descobrir que o filho é homossexual.

Como não teria conseguido a passagem no serviço social de Dourados, Flaviano decidiu aplicar o golpe para seguir viagem até a capital goiana. Ele deve ser levado para a PED (Penitenciária Estadual de Dourados).



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR! COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã News! 

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real

Siga o Itaporã News no Youtube!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE