[Avaliação] VW T-Cross 2023 fica mais conectado para manter liderança

Testamos por uma semana a versão Comfortline que vem equipada com motor 1.0 litro turbo TSI de até 128 cv e que já custa R$ 149 mil

| R7 / AUTOS CARROS | DO R7


Marca vendeu 6.309 unidades do SUV compacto somente em junho - Felipe Salomão 20.07.2022
publicidade

O Volkswagen T-Cross começou a ser vendido no Brasil em 2019. De lá para cá, o crossover da marca alemã tem feito bastante sucesso nas vendas, uma vez que a marca vendeu 6.309 unidades do SUV compacto somente em junho, o que o deixou na liderança do segmento naquele mês. O modelo também é o mais emplacado entre janeiro e junho com 32.871 unidades. Portanto, para continuar na liderança o utilitário esportivo ficou um pouco mais conectado na linha 2023. Claro, o R7 Autos Carros ficou mais de uma semana com a versão Comfortline, que é oferecida por R$ 149.670, para ver se o T-Cross realmente ficou mais tecnológico. O motor 1.0 litro turbo TSI de até 128 cv continua a equipá-lo sem alterações na linha 2023. Mas o que ele trouxe de novo?

O T-Cross 2023 ganhou o novo padrão de volante da Volkswagen, que está presente nos elétricos ID.3 e ID.4, bem como no Taos e no irmão Nivus. Mas a principal mudança não é esta, mas sim a central multimídia de 10,1 polegadas com sistema VW Play com App Connect de boa conectividade, resolução e agilidade nos comandos.

A Volkswagen garantiu aos clientes do T-Cross 2023 que essa central teria uma utilização igual a de um smartphone. Pois bem, não apenas prometeu como cumpriu, uma vez que a multimídia do SUV compacto realmente é como de um celular de alta qualidade. Também é fácil de mexer, pois com até três toques é possível acessar diversas funcionalidades do equipamento. Para ter uma ideia, nós conseguimos acessar várias funções com apenas um toque.

A conectividade com Android Auto e Apple CarPlay é simples, já que é possível fazer a conexão por cabo ou utilizar sem fio. Também há opção de carregador sem fio para smartphone e entrada de USB no console central. O painel de instrumentos é o famoso Active Info Display, presente no Nivus, que é totalmente digital e com poucos toques nos botões do volante é possível acessar várias funcionalidades. Outra novidade é o ar-condicionado Climatronic digital usado nos modelos europeus da marca e agora está chegando ao país.

Em relação ao visual, o T-Cross 2023 não ganhou mudanças profundas por fora. Desta forma, segue com o estilo mais quadrado com uma ampla grade frontal e com grandes faróis dianteiros e traseiros. Já o interior da versão Comfortline 200 TSI conta com acabamento interno em couro nos bancos, painel com revestimento em azul e teto solar panorâmico. É exatamente, neste ponto que o SUV compacto recebe a primeira crítica, já que o acabamento da Volkswagen precisa melhorar um pouco, principalmente, na qualidade dos plásticos, que lembram os modelos mais populares da marca. Os assentos poderiam ser mais confortáveis do que são, bem como o espaço para quem vai sentado atrás poderia melhorar.

O Volkswagen T-Cross 2023 manteve as medidas de 4.199 mm de comprimento, 2.651 mm de entre-eixos, 1.760 mm de largura e 1.568 mm de altura. O porta-malas tem capacidade de até 420 litros de carga.

Também não houve mudanças na motorização. Por isso, o Volkswagen T-Cross 2023 vem equipado com motor de 1.0 litro turbo TSI, que entrega 116 cv com gasolina e 128 cv com etanol. O torque é de 20,4 kgfm para os dois combustíveis. A transmissão é automática de seis velocidades. Segundo a marca, é possível fazer de zero a 100 km/h em 10,4 segundos. O consumo é de 7,6 km/ na cidade e de 9,5 km/l na estrada com etanol. Já com gasolina faz 10,8 km/l no trecho urbano e 13,4 km/l no trecho rodoviário. Durante uma semana de teste, o crossover compacto manteve essas medidas feitas pelo Inmetro.

A versão Comfortline vem equipada com airbags laterais, para o motorista e passageiro, assistente de subida, câmera de ré, controle automático de distância com limitador de velocidade, controle eletrônico de estabilidade, controle de tração, bloqueio eletrônico do diferencial, indicador de controle da pressão dos pneus, sistema de frenagem automática pós-colisão, rodas de liga leve de 17 polegadas, sistema de frenagem de emergência, sistema Kassy, Star/Stop, entre outros equipamentos.

Na direção Apesar de não ter o melhor conforto e acabamento do segmento, o T-Cross 2023 é um veículo equipado com um motor robusto de baixa manutenção e tem uma dirigibilidade semelhante a de um veículo hatchback, o que o torna ágil no trânsito do dia a dia. O propulsor tem uma boa resposta e o câmbio consegue transmitir uma boa potência ao propulsor sem engasgos e sem fazer um grande barulho como os do tipo CVT. O acerto de suspensão feito pela Volkswagen ainda permite que o utilitário esportivo tenha um rodar mais macio ao passar pelos asfalto precário das ruas brasileiras.

Concorrentes O segmento de SUVs compactos certamente é um dos mais concorridos no Brasil, uma vez que há diversas opções. Para esse texto não ficar muito longo, vamos nos concentrar nos três modelos mais vendidos depois do T-Cross e, também, nas configurações mais próximas possíveis a Comfortline, que é uma antes da topo de linha do modelo da Volkswagen.

O Hyundai Creta é o segundo da lista. O utilitário tem um visual polêmico, mas também vem equipado com motor 1.0 turbo de até 120 cv, além de ter uma ampla lista de equipamentos. Contudo, a versão Platinum, que pode ser comprada por R$ 152.090. Outro crossover concorrente é o Chevrolet Tracker, que é oferecido a partir de R$ 114.890, utiliza propulsor de 1.0 litro turbo de até 116 cv ou 1.2 turbo de até 132 cv.

Por fim, o Jeep Renegade, que ganhou atualização visual e mecânica neste ano. O SUV conta com motor de 1.3 litro turbo de até 185 cv, ou seja, é mais potente. Também é mais caro, pois a configuração mais próxima da oferecida pela Volkswagen é a Série S 4x4, que sai por R$ 174.716, mas é possível comprá-lo por R$ 150.331 na opção Longitude 4x2.

O QUE T-CROSS TEM A MAIS QUE A TRACKER? Veja tudo sobre o T-Cross 250 TSI Highline. Veja o vídeo!

O T-Cross Comfortline é bem equipado com tudo que há de mais “moderno' no segmento como carregador por indução, teto solar panorâmico, alerta de ponto cego, multimídia de 10 polegadas e painel digital preciso. Apesar do preço elevado o T-Cross está no contexto do pós pandemia ao custar R$ 149 mil mas com um bom pacote de itens de série para quem busca comodidade.

*Com a colaboração Felipe Salomão

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR! COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã News! 

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real

Siga o Itaporã News no Youtube!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE