Audi retoma produção no Brasil com a nova geração do SUV do Q3

Fabricante investiu R$100 milhões para reativar linha de montagem em São José dos Pinhais (PR)

| ÚLTIMO SEGUNDO / GUILHERME MENEZES GUILHERME MENEZES GUILHERME MENEZES é ESPECIALISTA EM AUTOMóVEIS. ESTAGIOU PARA O IG CARROS ENTRE 2017 E 2020, RETORNANDO COMO REPóRTER EM 2021. APAIXONADO POR CARROS, MECâNICA E PILOTAGEM DESDE PEQUENO, é FORMADO E


- Guilherme Menezes Audi Q3 Sportback na porta da fábrica da Audi, no Paraná, que volta a produzir depois de dois anos parada
publicidade

A Audi volta com suas operações na fábrica de São José dos Pinhais, (PR), a partir de junho deste ano, com dos novos Q3 e Q3 Sportback.

Para isso, a Audi anunciou um investimento de R$ 100 milhões na modernização da linha de montagem, com novos maquinários, ferramentais, equipamentos de controle de qualidade e sistemas de tecnologia da informação e infraestrutura logística. 

Inicialmente, a fábrica terá capacidade produtiva máxima de 4 mil veículos por ano, em dois turnos. Os veículos produzidos serão  destinados, inicialmente, apenas ao mercado consumidor interno.

Além disso, os carros serão montados na planta em regime de Semi Knock Down (SKD), uma alternativa de produção global   eficiente e tecnológica para modelos de baixo volume.

A produção da linha Q3 será realizada em uma linha de montagem exclusiva, a mesma que produziu a geração anterior do SUV até 2019. Os modelos chegarão ao Porto de Paranaguá divididos em conjuntos de peças e partes vindos da fábrica de Györ, na Hungria, para a montagem em solo brasileiro.

A estreia da marca das quatro argolas na produção nacional deu início em 1999 com a inauguração da unidade de São José dos Pinhais (PR), onde foi produzido o hatch médio A3 de primeira geração nacionais até 2006.

Em 2012 o governo brasileiro instituiu o Inovar-Auto, Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores, e com ele a marca decidiu produzir no país novamente com investimento de 150 milhões de euros (R$ 446 milhões à época).

Começou em 2015 com o A3 Sedan e, em 2016, fez também o SUV Q3 , que seguiu até 2019, enquanto o sedã foi até 2020, também com o fim do ciclo de vida da geração. Após um hiato de pouco mais de um ano, entre fim de 2020 e meados de 2022, a empresa retoma a linha dos novos Audi Q3 e Audi Q3 Sportback.



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR! COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã News! 

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real

Siga o Itaporã News no Youtube!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE