Após briga de cães, casal de idoso é agredido por lutador de jiu-jítsu

Caso aconteceu na madrugada desta quinta-feira (3), no Bairro Nossa Senhora das Graças, região da Vila Nasser, em Campo Grande

| VIVIANE OLIVEIRA / CAMPO GRANDE NEWS


Mulher de 60 anos ficou com o olho roxo e o rosto coberto de sangue devido as agressões sofridas (Foto: Direto das Ruas)
publicidade

Casal de idoso, com idades de 60 e 66 anos, foi espancado por lutador de jiu-jítsu, de 21 anos, na madrugada desta quinta-feira (3), na Vila Nossa Senhora das Graças, depois de confusão envolvendo cães da raça pastor-alemão e filhotes de dálmatas.

Conforme boletim de ocorrência, as vítimas relataram que estavam deitadas quando ouviram latidos. Era o pastor-alemão da família que havia escapado. Segundo o idoso, o animal costuma fugir toda vez que alguém abre o portão.

Ao verificar o que havia acontecido, o idoso disse que passou a ser ofendido por uma mulher de 26 anos. Descontrolada, afirma, ela passou a agredi-lo com socos. Ao tentar contê-la, a vítima foi atacada pelo companheiro dela, o lutador de jiu-jítsu.

Desesperada, a idosa foi em defesa do marido e acabou ferida também a socos causando corte no supercílio e ferimentos no olho esquerdo.

A Polícia Militar foi acionada e enquanto atendia a ocorrência a jovem agressora estava descontrolada e gritava a todo momento que os ferimentos da idosa não haviam sido causados pelo seu esposo, o lutador. Advertida para ficar em silêncio, ela desacatou a equipe policial dizendo, em tom ameaçador, que era muito amiga de delegado.

Dessa forma, todos os envolvidos foram levados para a delegacia. Reclamando de dores de cabeça e com hematomas no rosto, a idosa foi levada pelo filho para receber atendimento médico na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Coronel Antonino. O idoso também apresentava escoriações no braço, pernas e rosto.

Outro lado - Na delegacia, o lutador e sua esposa contaram que passeavam com seus cães, dois filhotes da raça dálmatas, quando os animais foram atacados por um pastor-alemão.

Na sequência, relataram que foram ameaçados de morte e agredidos pelos donos do animal. Os dois não apresentavam ferimentos. Segundo o rapaz, só não ficou machucado por é lutador e sabe se defender. O caso segue sob investigação da delegacia de Polícia Civil da área.



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR! COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã News! 

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real

Siga o Itaporã News no Youtube!