Apesar de mais cara, gasolina ainda é opção de carro flex que falha no etanol

O álcool pode ser encontrado por R$ 6,29 em Campo Grande

| TOP MíDIA NEWS/DANY NASCIMENTO


Crédito: Silas Lima
publicidade

Campo-grandenses divergem opiniões quando o assunto é abastecer veículos no etanol ou na gasolina. Enquanto alguns se dizem fãs do etanol, outros entrevistados já passaram raiva e deram adeus para o combustível, dando preferência para a gasolina. 

Antenor Pereira dos Santos, 58 anos, relembra que já passou apuros com etanol e decidiu andar só com gasolina. 

“Eu não abasteço com etanol porque tive decepção grande quando comprei meu primeiro carro flex. Saí com gasolina, em seguida abasteci com álcool. O carro falhava muito. Acho que falha muito e prefiro gasolina”, diz o comerciante. 

Assim como Antenor, uma jornalista de 30 anos, que prefere não se identificar, diz que ao optar pelo álcool, ficou na ‘mão’.

“Eu abasteci no álcool pela primeira vez esse ano e, logo no primeiro dia, o carro não dava mais partida. Consegui colocá-lo de volta ao trabalho e tive uns dias de calmaria até o segundo abastecimento. Simplesmente tinha que me preparar uns vinte minutos antes de sair para dar partida no carro. Ele teve problemas até eu esvaziar o tanque e retomar o uso de gasolina. Ainda assim, demorou mais uns dias para retornar ao normal. O jeito é morrer mesmo na gasolina, de preferência aditivada. Isso ou mecânico”, conta a repórter. 

Fã de carteirinha do etanol

Já o motorista José Carlos de Souza, 38 anos, que aos finais de semana trabalha como motorista de aplicativo, conta que só roda no etanol.

“Trabalho com aplicativo no final de semana para ter uma renda extra. Só uma vez eu fui para Corumbá, que abasteci gasolina, porque era boliviana. Sempre coloco etanol”, diz o motorista. 

José afirma que, na hora de fazer o cálculo entre o etanol e a gasolina, encontra diferença de até R$ 1,40. 

“Geralmente coloco porque diferença de R$ 1,20 a 1,40 em alguns postos. Se comparar um posto com etanol mais barato, com outro que tem a gasolina mais cara, chega até a  R$ 1,60 a diferença. Meu carro no etanol faz de 10 a 11 quilômetros por litro. Na gasolina, dá para fazer 13 quilômetros por litro. A diferença é pouca”, diz o trabalhador.

Ele destaca, ainda, que o tráfego sempre é feito com ar-condicionado desligado. 

“Não tem como andar no ar, quando passageiro pede, sou realista e falo que não tem como, impossível andar com ar ligado”, diz o motorista. 



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR! COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã News! 

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real

Siga o Itaporã News no Youtube!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE