Indignado com escolas organizando festas, secretário de Saúde pede cautela

Geraldo Resende pede que população faça comemorações apenas entre quem mora na mesma residência ou por videoconferências

| ANA OSHIRO / CAMPO GRANDE NEWS


Resende pede que população comemore de maneira online, não presencial (Foto: Marcos Maluf)
publicidade

Secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, comentou estar indignado ao saber que escolas particulares estariam organizando festas de final de ano. 'Fiquei sabendo que algumas escolas estão convidando para festas em locais que cabem até 700 pessoas, esse não é o momento', disse o secretário, em entrevista ao Campo Grande News, por telefone.

Geraldo ainda reforçou que o quadro atual é angustiante e alarmante, e fez o alerta para que a população evitar aglomerações, festas e locais fechado, além de manterem as regras de higiene e sempre usarem máscara.

'Esse ano o natal precisa ser estritamente com o núcleo familiar, só com pessoas que moram na mesma residência. Na minha família mesmo, já avisei que não vai ter festão como sempre, vai ser cada um na sua casa.', afirma o secretário.

Sobre as festas em escolas, Maria da Glória Paim Barcelos, presidente do Sinepe (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino de Mato Grosso do Sul), diz que mantém a orientação repassada pelas autoridades de saúde desde sempre, para que as escolas não realizem nada que possa gerar aglomerações.

'Fazer ou não fazer é um decisão de cada escola, mas nossa orientação, como sindicato, é de que não faça nenhum tipo de festa. Muitas escolas programam essas festas com mais de um ano de antecedência, mas sei de várias que já cancelaram. Nossa orientação é fazer tudo de maneira online', comenta Maria da Glória.

Atualmente 164 escolas particulares na capital estão registradas no sindicato, mas não foi realizado levantamento para saber quantas cancelaram confraternizações.



Você está navegando pelo site Itaporã News, e o seu cliente também. Anuncie no site. Quem não é visto não é lembrado! Há 13 anos contando a nossa historia.
Contato comercial (67) 9 9679-1046.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE