Assassina diz que jogou chargista de escada depois de levar tapas na cara

Assassina confessa também afirmou ter chamado motorista de aplicativo para levar malas com o corpo até terreno baldio

| LINIKER RIBEIRO / CAMPO GRANDE NEWS


Clarice Silvestre de Azevedo tem 44 anos, é massagista e confessou morte de chargista (Foto: Reprodução/Facebook)
publicidade

Após confessar ter matado, esquartejado e queimado o corpo do chargista Marco Antônio Rosa Borges, de 54 anos, a massagista Clarice Silvestre de Azevedo, de 44 anos, alegou ter sido ferida pela vítima com dois tapas no rosto, após discussão que teria motivado o crime, na manhã do último sábado (21).

A reportagem apurou que, em declaração a PM, a assassina confessa disse ter um relacionamento aberto com a vítima e que, na data do crime, durante discussão, Marco Antônio teria desferidos dois tapas contra ela. Após isso, o chargista teria sido empurrado por ela de uma escada, vindo a bater com a cabeça.

A mulher afirmou ainda ter pegado faca e desferido golpes contra a vítima, provocando a morte.

Depois do crime, a massoterapeuta declarou ter ido até bar na esquina de sua casa, onde permaneceu por um tempo. Depois, ao retornar para sua residência, começou a esquartejar a vítima, colocando em sacos de lixo e, posteriormente, em três malas.

Ainda conforme depoimento, em seguida, a autora acionou amigo que trabalha como motorista de aplicativo para levar o corpo até o local onde as malas foram jogadas, no cruzamento das Ruas dos Pampas e Nova Europa, no Jardim Corcovado, em Campo Grande.

Questionada pela polícia, a mulher afirmou que o homem não sabia do crime, porém ajudou a carregar e descarregar as malas do veículo. Depois disso, os dois deixaram o local, mas ela teria retornado mais tarde para enterrar o corpo. Como a região estava movimentada, segundo afirmou em depoimento, a assassina confessa então decidiu incendiar o corpo.

As malas, com os restos mortais, foram deixadas em residência abandonada, ao lado de um terreno baldio e de uma igreja. Clarice, que havia viajado para Coxim, a 260 quilômetros da Capital, para se despedir das filhas, se apresentou à Polícia Militar do município vizinho, São Gabriel do Oeste.



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR! COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã News! 

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real

Siga o Itaporã News no Youtube!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE