Política de reconciliação adotada pela Energisa em MS é referência para dez estados

| DOURADOSNEWS / REDAçãO


Reunião de acordo entre Energisa e TRT - Crédito: Divulgação
publicidade

A Energisa aderiu à política de conciliação adotada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região e saiu da lista dos dez maiores litigantes da Justiça do Trabalho em Mato Grosso do Sul. 

Só no ano passado, a concessionária de energia elétrica firmou 111 acordos nos Centros Judiciários de Métodos Consensuais de Solução de Disputas - Cejusc- JT de 1º e 2º graus, totalizando mais de R$ 27 milhões pagos aos trabalhadores. O volume de conciliação representa 12% do total de acordos fechados pelos Cejuscs, em 2021.

Em reunião com o Presidente do TRT/MS, o desembargador André Luís Moraes de Oliveira, e a coordenadora do Cejusc, juíza Déa Marisa Brandão Cubel Yule, o Diretor Presidente da companhia explicou que a iniciativa foi tão positiva que a empresa levou a prática para outros dez estados do país. 

'O trabalho que começou aqui no Mato Grosso do Sul deu tão certo que o grupo decidiu fazer esse mesmo trabalho em todas as empresas do país', afirmou Marcelo Vinhaes.

O Gerente Jurídico da Energisa, David Rodrigues, explica que, nos últimos anos, o grupo conseguiu diminuir significativamente o passivo trabalhista. 'A nossa carteira hoje tem pouco mais de 600 processos graças a esse projeto de reduzir o passivo, que começou em 2017'. 

Um exemplo recente foi a mediação pré-processual homologada pelo Cejusc que evitou que pelo menos 130 processos dessem entrada na Justiça do Trabalho.

Trabalhadores terceirizados da concessionária estavam sem receber salários devido a um contratempo da empresa empregadora. A Energisa, então, negociou com o sindicato da categoria, a proposta de acordo foi fechada e os empregados receberam os valores em atraso.  



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR! COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã News! 

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real

Siga o Itaporã News no Youtube!