Fuzilada na fronteira foi morta pelo cunhado em busca de herança

Desde a morte do marido, em 2021, a vítima recebia ameaças da família

| TOP MíDIA NEWS/THIAGO DE SOUZA


Mulher foi morta por causa de herança - Crédito: Reprodução Ponta Porã News
publicidade

O assassinato de Maricela Rojas Gimenez, 26 anos, por fuzilamento, na tarde desta quinta-feira (13), foi esclarecido pela polícia paraguaia, em Pedro Juan Caballero. O suspeito é o cunhado dela, que queria a herança deixada pelo irmão, assassinado em 2021. 

Segundo o site Ponta Porã News, o assassino é Geraldo Ortega García, que já teria feito ameaças à cunhada, de olho na herança dela. Outros familiares dele também ameaçavam a viúva. 

Geraldo foi preso, assim como a mãe dele, Sueli García, de 45 anos. Ela foi capturada em um hospital e levada para a polícia local. 

O marido de Maricela, Jorge Ortega García, foi assassinado em setembro de 2021, também a tiros, em uma oficina do Jardim Aurora, em Pedro Juan.  



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR! COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã news (67) 996418820

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Clique aqui e receba notícias do Itaporã News no seu WhatsApp!

Siga o Itaporã News no Youtube!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE