Após negar gratuidade a idosos, empresa de transporte interestadual é autuada pelo Procon-MS

Alvará de localização e funcionamento também estava vencido

| MIDIAMAX


Ônibus de transporte interestadual - (Foto: Divulgação / Procon MS)
publicidade

O Procon Estadual de Mato Grosso do Sul autuou a Expresso Maringá, empresa de transporte coletivo interestadual, após a mesma negar a gratuidade da passagem para pessoas idosas e portadores de necessidades especiais.

Segundo o órgão, empresas do setor continuam negando esses direitos. Para o Procon, a Expresso Maringá alegou que esse direito só pode ser concedido em ônibus considerados “convencionais'.

A denúncia mais recente demonstra que mesmo realizando quatro viagens semanais de ligação entre Campo Grande e Presidente Epitácio, passando por Bataguassu (segundas, quartas, sextas-feiras e domingos), a Expresso Maringá só disponibiliza — vez por outra — o benefício para Bataguassu em um dos horários (às quartas-feiras),  tentando justificar que somente  este dispõe de ônibus convencional.

Com isso, fica evidenciado que a viação em questão está limitando o benefício concedido por Lei federal, inviabilizando o direito assegurado às pessoas, infringindo o Estatuto do Idoso e a assistência aos desamparados que garantiria proteção à velhice. Entretanto, as irregularidades não param por aí. Além de prejudicar as pessoas, a empresa expõe em seu guichê, o Alvará de Localização e Funcionamento com data de validade expirada desde fevereiro do ano em curso.



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR! COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã News! 

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real

Siga o Itaporã News no Youtube!