Mulher perdoa marido estuprador e tenta fazer sobrinha abortar bebê em Aquidauana

O casal será ouvido dia 20 de outubro

| TOP MíDIA NEWS/DANY NASCIMENTO


Crédito: Wesley Ortiz/Ilustração
publicidade

Homem acusado de estuprar e engravidar uma menina de 12 anos e a esposa, tia da vítima, acusada de tentar provocar abortos na criança com o uso de remédios, serão ouvidos dia 20 de outubro, durante audiência. 

A menina morava com os avós maternos, após a morte da mãe, em São Paulo. A família mudou para Mato Grosso do Sul, quando a criança completou 12 anos.  

Assim, a vítima começou a ter contato com a tia e o marido, além dos dois primos, no município de Aquidauana.

A pequena contou que, quando a tia se ausentava da casa, o marido dela cometia os abusos. 

Após parar de menstruar, a criança contou para a avó sobre o crime. A tia duvidou da criança e disse que a sobrinha que tinha deixado o homem cometer os abusos. 

A mulher disse que perdoava o marido pelo crime. A criança passou a morar apenas com a avó. 

Nesse período, a tia começou a dar remédios caseiros, para que a menina abortasse. A criança passou mal, foi para o hospital, que confirmou a gestação.  

Medidas protetivas foram expedidas contra o casal, que não obedeceu à ordem da Justiça e continuou frequentando a casa onde a menor morava. 

O casal tentou diversas vezes coagir a menina, mandando ela mudar a versão dos fatos, ameaçando tirar o bebê dela durante o nascimento. 

Os dois tiveram a prisão preventiva decretada.  



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR! COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã News! 

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real

Siga o Itaporã News no Youtube!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE