Morre advogado que tentou matar ex-mulher

Caso aconteceu em escritório de advocacia no bairro Jardim dos Estados na manhã desta segunda-feira (2)

| NYELDER RODRIGUES / CAMPO GRANDE NEWS


Advogado ficou em estado grave após atirar contra a própria cabeça (Foto: Henrique Kawaminami)
publicidade

O advogado Herick Gustavo Rocha Teran, de 43 anos, que atirou contra a própria cabeça após tentar assassinar a ex-mulher em um escritório de advocacia no bairro Jardim dos Estados, na manhã desta segunda-feira (2), não resistiu aos ferimentos e morreu na Santa Casa de Campo Grande, para onde foi levado em estado grave.

Conforme o apurado pela reportagem, a vítima, de 36 anos, foi agredida com golpes de taco de beisebol antes do homem atirar duas vezes contra ela. Ela ficou ferida no braço esquerdo e também foi levada para a Santa Casa, onde segue internada.

Por ora, o estado dela é estável, não correndo risco de morte.  Vai passar por avaliação ortopédica e neurológica. A mulher escapou após correr para uma conveniência, onde o Corpo de Bombeiros foi acionado para socorre-la. Mais equipes foram chamados após serem informados que havia um baleado no escritório.

O advogado estava no banheiro do local, para onde correu e atirou contra a própria cabeça após atirar contra a ex-mulher. O Campo Grande News também apurou que o advogado Herick era inquilino do prédio no Jardim dos Estados havia 12 anos.

De acordo com o delegado Antônio Souza Ribas, plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, o casal estava em processo de separação. A vítima, que é acadêmica de Direito, foi chamada pelo ex-marido no escritório para discutir a detalhes do divórcio.

Bombeiros e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionados pouco antes das 11h. O homem foi levado em estado grave para a Santa Casa, onde morreu às 12h29, segundo a assessoria de imprensa da unidade.

A Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) também enviou equipe para o local do crime e vai investigar a tentativa de feminicídio. No local, a arma e o taco de beisebol foram apreendidos e passarão por perícia.

A OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso do Sul) ao saber do caso emitiu nota lamentando o fato e pede que os fatos sejam investigados pelas autoridades.

A OAB-MS condena veementemente qualquer tipo de violência, contra quem quer que seja', comenta a ordem.

'Além disso, reafirma seu compromisso no combate à violência e cobra, o mais rápido possível, elucidação dos fatos, inclusive envolvendo profissionais desta Casa', finaliza a entidade responsável por organizar a categoria.



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR! COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã News! 

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real

Siga o Itaporã News no Youtube!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE