Preço da soja opera em alta no Brasil e volume das vendas aumenta

Segundo a Safras & Mercado, o dólar garantiu maior valorização aos preços da soja nesta terça; com isso 50 mil toneladas foram negociadas

| CANAL RURAL


publicidade

O dólar firme frente ao real garantiu uma terça-feira, 14, de valorização nas cotações brasileiras de soja. A Bolsa de Mercadorias de Chicago, apesar de fechar em queda, iniciou o dia no território positivo, com a posição novembro/21 do grão beliscando US$ 13 por bushel.

Neste cenário positivo, o mercado deu uma movimentada razoável, com o Mato Grosso do Sul negociando cerca de 16 mil toneladas. Ao todo, pelo menos 50 mil toneladas devem ter sido movimentadas no país.

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos avançou de R$ 169 para R$ 170. Na região das Missões, a cotação valorizou de R$ 168 para R$ 169. No porto de Rio Grande, o preço subiu de R$ 173 para R$ 174,50.

Em Cascavel, no Paraná, o preço passou de R$ 168 para R$ 168,50 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca subiu de R$ 173 para R$ 174.

Em Rondonópolis (MT), a saca valorizou de R$ 169 para R$ 171,50. Em Dourados (MS), a cotação avançou de R$ 160 para R$ 165. Em Rio Verde (GO), a saca se elevou de R$ 164 para R$ 166.

Soja em Chicago

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a terça-feira com preços mais baixos. O mercado sofre pressão sazonal da proximidade da colheita nos Estados Unidos e da entrada de uma safra cheia. As perdas foram limitadas pelos sinais de demanda aquecida pelo produto americano.

Para esta quarta, 15, as atenções do mercado se voltam para o número da Associação Norte-Americana de Processadores de Óleos Vegetais (NOPA) para o esmagamento de agosto. O mercado aposta em 154,18 milhões de bushels. Seria um número 0,6% menor que o de julho e 6,6% inferior ao de agosto do ano passado.

Os contratos da soja em grão com entrega em novembro fecharam com baixa de 2,25 centavos de dólar por bushel ou 0,17% a US$ 12,82 por bushel. A posição janeiro teve cotação de US$ 12,91 por bushel, com perda de 1,75 centavo ou 0,13%.

Nos subprodutos, a posição dezembro do farelo fechou com baixa de US$ 3,40 ou 0,98% a US$ 341,80 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em dezembro fecharam a 56,87 centavos de dólar, alta de 0,88 centavo ou 1,57%.

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão em alta de 0,67%, negociado a R$ 5,2580 para venda e a R$ 5,2560 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,1990 e a máxima de R$ 5,2640.



Compartilhe Esta Notícia Com Os Seus Amigos!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã news (67) 996418820

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Clique aqui e receba notícias do Itaporã News no seu WhatsApp!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE