Candidatos não podem mais ser presos até as eleições

O Código Eleitoral prevê o benefício, no período de 15 dias antes da eleição

| ADRIANO FERNANDES / CAMPO GRANDE NEWS


Urna eletrônica usada nas eleições 2018. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)
publicidade

A imunidade eleitoral já está valendo para os candidatos a prefeito e vereador nas eleições deste ano. Desde este sábado (31), nenhum concorrente aos cargos pode ser preso ou detido, a não ser em casos de flagrante.

O Código Eleitoral prevê o benefício, no período de 15 dias antes da eleição. Já os eleitores não poderão ser presos cinco dias antes das eleições, ou seja, a partir do dia 10, exceto em flagrante delito, em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, e por desrespeito a salvo-conduto.

A regra para ambos os casos vale até 48 horas antes depois do término do primeiro turno. O primeiro turno das eleições deste ano ocorre no dia 15 de novembro e dia 29, nos municípios onde houver segundo turno.

Em Mato Grosso do Sul foram 8.643 candidatos registrados para eleição, o que representa um aumento de 16,9% em relação ao pleito municipal de 2016. Um dos motivos é que os partidos lançaram chapas completas de vereadores, já que neste ano foi proibida as alianças proporcionais.



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR! COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã News! 

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real

Siga o Itaporã News no Youtube!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE