Combustível com preço nas alturas? Veja dicas para economizar ao volante

Preço do combustível acumula mais de 50% de alta só em 2021, mas é possível diminuir esse custo por meio de atitudes e manutenção preventiva

| JORNAL DO CARRO / VAGNER AQUINO


/Preço da gasolina já ultrapassa os R$ 7 no Acre, mas tem posto que se aproveita da alta e cobra a mais pelo combustível
publicidade

De janeiro para cá, a gasolina já registrou mais de 51% de aumento no Brasil. A disparada do preço do combustível é reflexo, em parte, da alta do petróleo – que, atualmente, é vendido a mais de US$ 68 por barril (cerca de R$ 356 na conversão direta). Mas, enquanto os preços de tabela não baixam na bomba, o consumidor pode fazer sua parte, e, assim, evitar visitas constantes aos postos de abastecimento.

Para ajudar nessa missão, o Jornal do Carro separou algumas dicas de simples utilização e que, portanto, podem poupar gastos. Afinal, de acordo com a Agência Nacional do Petróleo (ANP), o preço médio da gasolina no Brasil gira em torno de R$ 6. No Acre, que tem o combustível mais caro do País, o preço do litro é de R$ 7,11. Em São Paulo, a média fica em R$ 6.

Nesse sentido, é de conhecimento geral que tais preços servem apenas como base. Em um simples giro pela capital paulista, é possível encontrar postos que vendem gasolina comum a R$ 6,99/R$ 7. Ou seja, tem muito dono de posto de combustível se aproveitando da situação, e “enfiando a faca' no consumidor, sobretudo em bairros mais nobres da cidade.

Cuidados

Para o consumidor, é difícil driblar os altos preços dos combustíveis. Assim, a saída é tomar algumas medidas preventivas. Dentre delas, a manutenção adequada do veículo e o estilo de condução mais sensato, sem acelerações bruscas, por exemplo.

Antes de qualquer coisa, fique de olho no combustível que está comprando. Preste atenção na qualidade da gasolina que coloca no tanque do carro. Quanto melhor é, mais alto será o rendimento do motor. Não há necessidade de usar combustível aditivada. Basta que ele não seja “batizado', e, portanto, ofereça a qualidade exigida pela ANP.

Mecânica vs Consumo de combustível

Outra dica é encher os pneus. Quanto mais murchos, maior o atrito com o piso, e, assim, maior o esforço do motor. Mantenha a calibragem dos pneus em dia e verifique, de preferência, semanalmente. E a checagem deve ser feita sempre com os pneus frios.

Ainda no sentido de prevenção, a manutenção do veículo é essencial. Isso evita situações como, por exemplo, filtro de ar sujo, que reduz a admissão de ar no motor – e o faz gastar mais. Certifique-se de que cabos e velas de ignição estejam em pleno funcionamento. Afinal, a má queima resulta em desperdício de combustível e, consequentemente, maior consumo.



Compartilhe Esta Notícia Com Os Seus Amigos!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã news (67) 996418820

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Clique aqui e receba notícias do Itaporã News no seu WhatsApp!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE