Homem é preso por vender ossadas de cemitério para rituais religiosos no Rio

Crânio custava cerca de R$ 300 enquanto outras partes da ossada R$ 100

| TOP MíDIA NEWS/THIAGO DE SOUZA


Crédito: Reprodução O Dia - Divulgação PCRJ
publicidade

Luiz Silas dos Santos Brandão foi preso em flagrante por retirar ossos humanos de túmulos de um cemitério no Rio de Janeiro e vender para religiosos promoverem rituais. 

Conforme o O Dia, na hora do flagrante, o suspeito estava com dois ossos retirados de covas do cemitério Ricardo de Albuquerque e ia em direção a um suposto comprador. 

Segundo a apuração inicial, um crânio era vendido por R$ 300 e outros ossos custavam R$ 100. 

Luiz Silas disse aos policiais que não era funcionário, mas fazia limpeza do lado de fora do cemitério e recebia pequenas quantias de pessoas que faziam rituais religiosos no local. 

O suspeito confessou que, há três anos, um homem que prestava serviços para o cemitério questionou se ele tinha interesse em ajudar na venda dos ossos e ele aceitou. 

O delegado Fabio Souza, titular da 31ª DP, disse que investiga se há  participação de funcionários do Cemitério Ricardo Albuquerque na comercialização de ossadas de cadáveres. 



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR! COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã news (67) 996418820

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Clique aqui e receba notícias do Itaporã News no seu WhatsApp!

Siga o Itaporã News no Youtube!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE