Primeiro carro elétrico da Fiat no Brasil estreia no próximo dia 3 de agosto

Fiat 500e será o primeiro elétrico da Stellantis no Brasil; hatch terá potência de Onix, preço de VW Tiguan Allspace e autonomia para 322 km

| JORNAL DO CARRO / EMILY NERY


/Fiat 500e virá para o Brasil na versão topo de linha IconCrédito: Fiat/Divulgação
publicidade

Nesta semana, a Fiat confirmou a data de lançamento de seu primeiro carro elétrico no Brasil. O 500e será lançado no dia 3 de agosto e marcará, de fato, a entrada da Stellantis na era da eletrificação no Brasil. Os outros dois carros elétricos e híbridos do grupo, o Peugeot 208 e-GT e o Jeep Renegade 4xe, devem chegar no segundo semestre deste ano e em 2022, respectivamente.

A versão elétrica do icônico subcompacto já vinha sido flagrada em testes no Brasil desde o começo do ano, conforme relatado aqui no Jornal do Carro. Tal como apontamos, a Fiat importará para o Brasil a versão Icon, a única homologada no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

Configuração topo de gama, ela carrega motor elétrico dianteiro de 87 kW que gera até 118 cv de potência e 22,4 mkgf de torque. O conjunto motriz é capaz de levar o compacto carro a acelerar de 0 a 100 km/h em 9 segundos. Contudo, a velocidade máxima não ultrapassa os 150 km/h.

Rival do Mini Cooper elétrico

Em concordância com sua dimensão, o Fiat 500e carrega um compacto conjunto de baterias de 42 kWh. Entretanto, isso é suficiente para fornecer uma autonomia de até 322 km no padrão WLTP. Ou seja, bem mais que os 234 km de capacidade de um dos seus concorrentes diretos, o Mini Cooper S E elétrico, que acaba de chegar já foi testado aqui.

Para abastecê-lo, o proprietário poderá conectá-lo em uma fonte de energia de corrente alternada de 11kW. Desse modo, o 500e levará cerca de 4 horas e 15 minutos para atingir a carga completa. Ou, caso opte por utilizar um carregador rápido de corrente contínua, a bateria fica 80% completa em apenas 35 minutos.

Preço deve superar os R$ 200 mil

Na última passagem do 500 no Brasil, em 2017, a Fiat oferecia o hatch por R$ 61.396. Quatro anos depois, a situação do compacto por aqui será bem diferente. Isso porque o preço de sua versão elétrica deve superar os R$ 200 mil.

Na Europa, a versão Icon custa por volta de 30 mil euros, o equivalente a R$ 196 mil na conversão direta, sem impostos embutidos. O valor, ainda que inacessível para a maior parte da população, é um pouco menor do que seus concorrentes elétricos Nissan Leaf (R$ 277.990) e Chevrolet Bolt (R$ 270 mil).

Fiat vai ampliar infraestrutura elétrica

Com a finalidade de aumentar os postos de recarga para os novos eletrificados do grupo Stellantis que virão ao Brasil, o grupo automotivo estabeleceu uma parceria com a Ecovaga, programa desenvolvido pela Estapar junto com a Enel X.

De acordo com a empresa, 23 cidades em 10 estados receberá os postos de recarga em lugares como shoppings centers, aeroportos, hospitais, arenas, prédios comerciais e instituições de ensino. Os estacionamentos, portanto, precisam ter administração da Estapar.

 



Compartilhe Esta Notícia Com Os Seus Amigos!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã news (67) 996418820

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Clique aqui e receba notícias do Itaporã News no seu WhatsApp!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE