Ainda mais sotisficado, o Jeep Compass ganha novo motor turbo flex e versões exclusivas

Com mais tecnologia, nova geração do SUV tem tudo para permanecer na liderança do mercado

| CORREIO DO ESTADO / LEANDRO GAMEIRO


Jeep Compass - Foto: Leandro Gameiro
publicidade

Com mais de 240 mil unidades comercializadas no Brasil e líder com quase 70% do mercado na sua categoria, o Jeep Compass ganha novo motor turbo flex e versões exclusivas.

Com o maior torque e a maior potência entre os propulsores flex produzidos no Brasil, além de baixo consumo de combustível e reduzido nível de emissões de poluentes, o T270 estreou na gama Jeep no novo Compass, sempre integrado ao câmbio automático de seis velocidades.

 Com potência máxima de 185 cv a 5.750 rpm e torque de 27 kgfm a 1.750 rpm, o propulsor faz de 0 a 100 km/h em apenas 8,8 segundos e tem nota “A' de consumo pelo Inmetro.

As versões flex possuem o modo Sport de condução, no qual o câmbio e o motor recebem calibração especial, deixando o carro mais arisco.

Design externo e interno

Externamente, o novo Jeep Compass traz para-choque dianteiro com maior ângulo de ataque, novas rodas para todas as versões, lanterna traseira reestilizada e faróis Full LED, inclusive com a assinatura e os faróis de neblina com a mesma tecnologia. 

Os novos faróis, além de mais sofisticados, têm a performance superior aos anteriores, garantindo maior segurança ao dirigir à noite, maior vida útil (acima de 100.000 horas) e reduzindo a necessidade de manutenção.  

Internamente, a versão Sport vem com um TFT de 3.5' e multimídia de 8,4 polegadas, o famoso “feijão com arroz', fácil, prático e informativo. Volante, painel de porta, console central e mais espaço para porta-objetos fazem parte das novidades em todas as versões do Compass.

Tecnologia

Agora, o Compass é considerado o SUV mais tecnológico fabricado no Brasil.

Com a nova multimídia, o espelhamento do telefone é sem fio. Nas versões acima da Sport, a tela aumenta para 10,1 polegadas em alta definição e o painel fica todo digital. 

A versão avaliada, mesmo sendo de entrada, possui toda a sopa de letrinhas, ESC, ABS, EBD, e ainda chave presencial, ar-condicionado de duas zonas, câmera de ré, freio de estacionamento eletrônico, freio a disco nas quatro rodas, entradas USB tipo C, que carregam mais rápido o aparelho eletrônico. Enfim, por ser o de entrada, é bem “completão'.

Segurança

Além de mais airbags de série e das tradicionais bolsas de ar frontais para motorista e passageiros, o Compass 2022 traz também como item de série para todas as versões os airbags laterais e de cortina, o que proporciona ainda mais segurança para seus ocupantes. No total, são seis airbags de série nas versões Sport, Longitude e 80 Anos e sete na Limited, na Trailhawk e na Série S (o adicional é para os joelhos do motorista).

Dirigindo

Na teoria o novo Compass ficou “animal', mas e na prática, será que ficou tudo isso mesmo? Sim, o carro realmente teve mudanças notáveis e perceptíveis quando se dirige.

O primeiro ponto positivo vai para o design, inspirado nos modelos mais luxuosos da marca. O segundo ponto vai para o interior, muito harmônico e tecnológico. Mas como nem tudo são flores, o acabamento do painel ainda é um problema, pois aparenta ser frágil, não combinando com o estilo e a proposta do SUV. Resumindo: muito plástico, o que pode incomodar com o passar do tempo. Mas, de maneira geral, as mudanças caíram muito bem ao modelo.

Ao todo, foram mais de 400 quilômetros, entre cidade e estrada, dando para perceber que o desempenho do novo motor turbo flex é muito bom, com respostas rápidas e pouco ruído interno. O que chamou atenção é o novo motor 1.3, que depende muito do turbo para “encher', mas, fora isso, o conjunto vai muito bem.

O conforto a bordo é garantido, a direção elétrica deixa as manobras mais fáceis e os novos porta-objetos, incluindo o localizado abaixo do assento do passageiro na dianteira, são “uma mão na roda' para quem curte andar com o carro cheio de coisas.

Durante o teste, o veículo foi abastecido com etanol, e a média geral do teste ficou em 6,5 km/l, variando entre 5,3 na cidade, com trânsito pesado, e chegando a 8,5 km/l na estrada.  

Para concluir, com certeza o novo Jeep Compass vale o teste drive. Mas, como sempre digo, o melhor carro é aquele que cabe no seu bolso e te serve.

 



Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã news (67) 996418820

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Clique aqui e receba notícias do Itaporã News no seu WhatsApp!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE