SUV Lexus NX é primeiro híbrido recarregável em tomadas da marca de luxo da Toyota

Segunda geração do SUV Lexus NX tem versão híbrida que roda até 58 km no modo elétrico e pode ser recarregada na tomada de casa


Lexus NX 2022 / Crédito: Divulgação/Lexus
publicidade

Depois da eletrificação de toda a gama no Brasil, a Lexus apresenta a versão híbrida do tipo plug-in para a nova geração do NX. Construído sob a plataforma GA-K, uma variante da arquitetura TNGA da Toyota, o crossover oferece múltiplos trens de força, adota tela multimídia de 14” conectada, e ainda roda até 58 km em modo puramente elétrico.

Ostentando linhas mais modernas e dinâmicas, o SUV herda o design do utilitário menor UX (que já ganhou uma versão 100% elétrica), mas sem perder suas características visuais. Ou seja, a grade em forma de ampulheta foi mantida, mas o desenho interno é semelhante ao do irmão menor. Além disso, a montadora troca os faróis, lanternas e os para-choques.

Nesse sentido, as DRLs, que antes ficavam abaixo dos faróis, agora fazem parte do desenho interno do conjunto, deixando o visual da dianteira mais limpo e elegante. Na contramão, o para-choque cresceu e abarcou os faróis de neblina, formando uma grande moldura na cor preta.

Na traseira, o SUV parece mais musculoso. Um dos motivos está nas novas lanternas que se unem por uma barra de LED, atravessam a tampa do porta-malas e formam um só elemento. Abaixo, a marca dispensa o emblema e utiliza seu nome em letras garrafais. Já o para-choques está maior e dispõe de novo formato que faz a traseira parecer mais alta.

Entretanto, de fato, o carro realmente cresceu nesta nova geração. O NX ganhou 2 centímetros de comprimento (4,66 m), 0,5 cm na altura (1,65 m), 3 cm no entre-eixos (2,69 m) e 2 cm de largura (1,86 m).

Por dentro, o cockpit cheio de botões com uma tela de oito polegadas na parte superior se aposentou. Entra no lugar a nova central multimídia (opcional) de 14 polegadas com conexão sem fio com Android Auto e Apple CarPlay. Contudo, a tela que vem de série tem 9,8 polegadas.

Mas ela acompanha um assistente virtual com comandos de voz, fornece informações de trânsito em tempo real e dispõe de interface inteligente.

Seguindo a tendência das novas plataformas de conectividade, a atualização do software e dos mapas é feita “Over the air”. Assim, ela é ocorre remotamente sem a necessidade do motorista comparecer a uma concessionária da montadora — o sistema faz o download.

Assim como o BMW Digital Key, o modelo da Lexus emprega uma chave digital para que tanto o motorista, como os ocupantes, possam travar e destravar o carro e até dar a partida no motor.

De série para as quatro versões há o pacote Lexus Safety System. Ele inclui frenagem automática de emergência, controle de velocidade adaptativo (ACC), sistema pré-colisão, leitor de placas de trânsito com Head-Up display, assistente de manutenção em faixa e farol alto adaptativo.

Além disso, as convencionais maçanetas dão lugar ao novo sistema de travas digital que permite abrir as portas apenas com um toque no botão.

O crossover oferece quatro motores e quatro opções de motorizações, dos quais três são novidades. A primeira, NX 250, utiliza o motor de quatro cilindros com 2.5 litros aspirado que gera até 203 cv e 25,4 mkgf.

Em segundo lugar, o NX 350 usa o novo motor 2.4 turbo a gasolina de até 275 cv e 43,8 mkgf de torque. Ambos trabalham associados a um câmbio automático de oito velocidades.

Por fim, as duas últimas motorizações utilizam como base o propulsor de 2.5 litros aspirado. O NX 350h adiciona dois motores elétricos e possui tração integral ou dianteira. Juntos, produzem até 239 cv de potência e a média de consumo fica em 15,3 km por litro.

A carta na manga da nova geração está na variante 450h+. A novata é híbrida plug-in e associa o motor a combustão a uma bateria elétrica. De acordo com a Lexus, ele consegue rodar até 58 km a 135 km/h utilizando somente o propulsor elétrico.

Embora a montadora não tenha revelado a potência máxima, estima-se que chegue aos 302 cv. Essa é a mesma propulsão utilizada pelo Toyota RAV4 Prime, híbrido do tipo plug-in.

Em uma tomada de 240V, o SUV leva de duas horas e meia a quatro horas para ser recarregado completamente. O que varia, portanto, é a capacidade do carregador integrado, que pode ser de 3,3 kWh ou 6,6 kWh.

A marca afirma que a nova geração do crossover começará a ser produzida a partir de julho e o preço será anunciado em breve.

Para o Brasil, o novo Lexus NX deverá chegar no início de 2022.

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!



Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã news (67) 996418820

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Clique aqui e receba notícias do Itaporã News no seu WhatsApp!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE