Estagiárias denunciam clínica após ser demitida por suspeita de covid-19

| ALETHEYA ALVES / CAMPO GRANDE NEWS


Print de conversa sobre demissão publicado por Vanessa em redes sociais. (Foto: Reprodução/Instagram)
publicidade

Em uma série de publicações no Instagram, Vanessa dos Santos Ventura Silva, de 21 anos, denunciou a clínica de estética em que realizava estágio após ser demitida. De acordo com a aluna de Estética e Cosmética, o desligamento da empresa veio depois de ter comunicado que estava com suspeita de covid-19.

A aluna conta que após o irmão ter testado positivo, resolveu avisar a proprietária da clínica que precisaria realizar o exame. “Ela disse que precisaria fazer o meu desligamento porque não iria pagar se eu estivesse em casa', explica.

Através de prints publicados na rede social, Vanessa relatou que a justificativa foi apenas em relação à suspeita de contaminação. Em uma das conversas publicadas com a antiga chefe, de acordo com a aluna, a responsável pela clínica diz que não poderia esperar o resultado “porque fica correndo os dias [sic]'.

Na mesma conversa, o print expõe como resposta que a demissão seria necessária porque Vanessa não estaria trabalhando. “Mesmo de atestado eu tenho que te pagar se não fizer o desligamento'. A aluna relatou à reportagem que resolveu fazer as postagens por saber que outras pessoas já tinham passado pela mesma situação.

“Eu recebi outros dois relatos de pessoas que foram demitidas, também estagiárias, por sintomas de covid. Recebi muitos comentários de pessoas reclamando de outras coisas também, por terem sido maltratadas. Ninguém aguenta ficar lá', Vanessa diz.

Outra ex-estagiária, que não quis se identificar, relatou que foi desligada da mesma empresa em maio, após apresentar sintomas da covid-19. “Eu fiquei de fazer o teste para poder voltar a trabalhar, mas antes mesmo de fazer o teste recebi mensagem da dona do estabelecimento falando que ia ter que me desligar', disse.

De acordo com a jovem, de 23 anos, sua chefe teria dito que caso ela estivesse com coronavírus, teria de ficar afastada por 20 dias e isso seria um problema. “Um dia antes de fazer o teste ela me mandou todo o documento com o valor dos dias que eu trabalhei e pedindo para assinar, pois ela já havia me desligado'.

O Campo Grande News entrou em contato com a clínica através do número de Whatsapp disponibilizado na página das redes sociais da empresa solicitando posicionamento. A resposta foi curta: 'denúncia falsa...estamos tomando providências'.

Direto das Ruas - A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.



Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã news (67) 996418820

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Clique aqui e receba notícias do Itaporã News no seu WhatsApp!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE