MS reduz mortes, mas mantém alta taxa de infecção da covid e previsão é de mais caos

A orientação das autoridades é que o distanciamento social seja cumprido, assim como o uso de máscara e álcool em gel

| TOP MíDIA NEWS/NATHALIA PELZL


MS registrou pico de mortes em abril - Crédito: Bruno Kelly/Reuters
publicidade

Após pico de mortes por covid-19 em abril, Mato Grosso do Sul mantém alta com relação ao número de novos casos da doença. 

Além dele, outros 12 estados registraram alta na quantidade de novos casos de covid-19. Os dados são em comparação com duas semanas atrás. 

A situação influencia a taxa nacional, que também subiu no período, e se mantém em cerca de 60 mil novos diagnósticos por dia. 

Segundo especialistas, embora registrado queda no número de mortes, o cenário com tantos infectados sinaliza para a continuidade do patamar grave nos próximos meses. 

Por isso, a crescente flexibilização do isolamento social e a vacinação lenta preocupam.

Dados do consórcio de veículos de imprensa mostram que, ao contrário da tendência notada em relação aos óbitos pelo novo coronavírus, os casos têm crescido na última semana. 

“Nas últimas semanas, temos notado tendência de interrupção de queda nos novos casos de síndrome respiratória aguda grave e podemos traçar um paralelo com as flexibilizações das restrições e a retomada das interações sociais”, analisa o pesquisador da Fiocruz e coordenador do Sistema Infogripe, Marcelo Gomes.

“Baixar a guarda desse jeito tem como efeito o aumento da exposição e é questão de tempo até mais locais notarem sinais da retomada de crescimento dos casos.” 

Após o pico de abril passado, em vários Estados, já houve ampla retomada de atividades econômicas, como comércio, restaurantes, bares e até boates. 

Além de Mato Grosso do Sul, Paraná e Pernambuco, houve alta no Rio de Janeiro, Roraima, Amapá, Maranhão, Alagoas, Tocantins, Piauí, Santa Catarina, Sergipe e Pará. 

Já Minas, Rio Grande do Norte, Bahia, Rio Grande do Sul, Paraíba e Rondônia tiveram variação positiva ou negativa inferior a 5%, e são considerados estáveis. 

Houve queda em Espírito Santo, Ceará, Distrito Federal, São Paulo, Mato Grosso, Goiás, Amazonas e Acre. 

A orientação das autoridades é que o distanciamento social seja cumprido, assim como o uso de máscara e álcool em gel.   



Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã news (67) 996418820

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Clique aqui e receba notícias do Itaporã News no seu WhatsApp!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE