Preços do trigo devem subir mesmo com avanço da colheita

Segundo a Cogo, outros fatores impactam para a alta nas cotações, como as quebras de safra previstas no Rio Grande do Sul e na Argentina

| CANAL RURAL/POR CANAL RURAL


publicidade

A tendência é de preços sustentados para o trigo no mercado interno, mesmo com o avanço da colheita da nova safra brasileira de 2020. Segundo a Cogo – Inteligência em Agronegócio, os preços devem ser maiores diante das quebras previstas no Rio Grande do Sul e na Argentina, alta das cotações internacionais e do dólar –que elevam a paridade de importação do produto, demanda interna aquecida, oferta restrita por parte dos vendedores e boa parte da safra comprometida com vendas antecipadas e exportações.

A Cogo, ressalta, ainda, que existem temores de que a oferta de trigo de boa qualidade seja restrita nesta safra de 2020, devido ao clima adverso nos últimos meses.

Os preços do trigo em grãos FOB produtor do Paraná acumulam altas de 2,3% em 30 dias, de 40,5% entre janeiro e outubro de 2020 e de 47,6% nos últimos 12 meses.

Veja mais dados no relatório completo da Cogo – Inteligência em Agronegócio!



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR! COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã news (67) 996418820

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Clique aqui e receba notícias do Itaporã News no seu WhatsApp!

Siga o Itaporã News no Youtube!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE