Enfermeiro é preso 21 anos após ser acusado de dopar e estuprar paciente

Primeiro mandado de prisão foi expedido em 2001, mas homem só foi pego na terça-feira passada

| ANAHI ZURUTUZA / CAMPO GRANDE NEWS


Entrada do Hospital Funrural, em Aquidauana (Foto: O Pantaneiro)
publicidade

Preso 21 anos e meio depois de ser acusado por jovem de 26 anos de dopá-la e estuprá-la em banheiro do Hospital Funrural, em Aquidauana, enfermeiro será finalmente julgado pelo crime.

Segundo a acusação, a vítima havia sido internada com de dor de cabeça, febre alta e vômitos. Era uma tarde de sábado, em agosto de 1999, quando o enfermeiro deu comprimido à jovem. Ela conta que ficou sonolenta e foi levada pelo acusado para o banheiro do quarto. Lá, ele a despiu e a estuprou. A moça narra ainda que dopada, não conseguia reagir.

Trâmite na Justiça - Processado, o profissional de saúde “desapareceu', nunca apresentou sua defesa na ação penal. Em 2001, mandado de prisão preventiva contra o enfermeiro, hoje com 52 anos, foi expedido à revelia do acusado e em 2018, a validade da ordem para prendê-lo foi renovada.

O homem só foi pego, contudo, na terça-feira passada, dia 27 de abril. A defesa do réu recorreu, o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) foi favorável à soltura e dois dias depois, juiz decidiu colocar o enfermeiro em liberdade.

Ele, contudo, vai ser interrogado no processo. A audiência foi marcada para o dia 25 de maio, conforme publicação no Diário Oficial de Justiça.



Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã news (67) 996418820

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Clique aqui e receba notícias do Itaporã News no seu WhatsApp!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE