Polícia indicia Jairinho e Monique por homicídio duplamente qualificado

Casal é acusado de matar menino Henry, que completaria cinco anos hoje, e polícia pede prisão preventiva para dupla

| TOP MíDIA NEWS/VINICIUS COSTA


Casal está preso desde o dia 8 de abril - Crédito: Tânia Rego/Agência Brasil
publicidade

Monique Medeiros e o vereador Dr. Jairinho foram indiciados pelo crime de homicídio duplamente qualificado, com tortura e sem chance de defesa, no inquérito que foi concluído nesta segunda-feira (3), pela Polícia Civil. Curiosamente, a conclusão acontece no dia do aniversário de Henry Borel.

A polícia ainda pediu a prisão preventiva do casal, mas sem prazo de soltura. Eles já estavam presos desde 8 de abril, por atrapalharem as investigações. A informação é do portal R7.

O relatório apontou que o padrasto, Dr. Jairinho, ainda responderá duas vezes pelo crime de tortura, em razão de casos terem acontecido em fevereiro e março, mês em que Henry foi morto. A Justiça também aceitou denúncia de outro caso de tortura contra a filha de uma ex-namorada.

Monique ainda tinha expectativa de que seria ouvida novamente pela polícia após escrever cartas que detalhavam sua relação com Jairinho. A mãe de Henry mudou sua versão após trocar de advogado.

Para a polícia, Monique Medeiros tinha conhecimento das agressões do padrasto e a informação foi confirmada após ter acesso a troca de mensagens da babá e a mãe.



Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã news (67) 996418820

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Clique aqui e receba notícias do Itaporã News no seu WhatsApp!

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE